Santo Antônio perde 1.780 eleitores em quatro anos e vai a 16.917 eleitores

Dados disponibilizados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) revelam o total do eleitorado de Santo Antônio apto a votar no pleito de 15 de novembro. De acordo com os números, contabilizados até 30 de junho, são 16.917 pessoas que poderão ir às urnas escolher o próximo prefeito da cidade e os 11 vereadores que compõem a Câmara Municipal. Em relação às eleições 2016, houve uma redução de 1.780 eleitores, representando uma queda de 9,5%. Na eleição ocorrida em 2018, Santo Antônio tinha 16.321 eleitores.

Segundo dados do Cadastro Eleitoral, a maior parte do eleitorado santoantoniense pertence ao gênero feminino. Ao todo, conforme o balanço até o mês de junho, são 8.786 eleitoras. O número representa 51,936% do total de votantes. Já o gênero masculino reúne 8.131cidadãos, ou 48,064% do eleitorado.

De acordo com as estatísticas da Justiça Eleitoral, a faixa etária com o maior quantitativo de eleitores no município é a que reúne cidadãos entre 45 e 59 anos de idade. Eles somam 3.984 santoantonienses. O número corresponde a 23,55% do eleitorado. A faixa entre 25 a 34 anos de idade vem logo em seguida, com 22,52%, ou 3.810 eleitores. Os jovens de 16 e 17 anos, cujo voto é opcional, representam 1,89% do eleitorado em 2020 na cidade. São 101 eleitores com 16 anos e 218 com 17 anos. Já os eleitores acima de 70 anos, cujo voto também é facultativo, somam 1.234 pessoas, assim distribuídas: 70 a 79 anos (916 ou 5,41%) e acima de 79 anos (308 ou 1,82%).

O número de cidadãos que serão identificados por biometria em Santo Antônio na próxima eleição será de 16.666 eleitores. A medida visa prevenir fraudes e tornar as eleições brasileiras ainda mais seguras, impedindo que um eleitor tente se passar por outro no momento do voto. O quantitativo de eleitores sem identificação digital no município nas eleições deste ano é de 251. Ainda não está definido se os eleitores irão utilizar o sistema de biometria no pleito deste ano, em virtude da pandemia do novo coronavírus.