Em meio a contratos milionários e gastança com pessoal, prefeito Josimar comemora ter pago hoje mês de maio dos contratados e comissionados e alega “grave crise financeira” no município

O prefeito de Santo Antônio, Josimar Ferreira, comemorou hoje através de suas redes sociais ter pago o mês de maio aos contratados e comissionados nesta terça-feira, 11 de junho.

Em uma postagem na sua conta oficial do Facebook, o prefeito deu a notícia do pagamento dos servidores afirmando que o município enfrenta uma “grave crise financeira” e que tem honrado o compromisso de pagar a folha em dia.

Comemorar o fato de ter colocado em dia o pagamento dos servidores é algo até plausível e faz até um certo sentido, embora não seja nada mais do que obrigação de qualquer gestão, porém o prefeito esqueceu de dizer que ao longo do primeiro ano de sua administração, muitos contratados ficaram meses com salários atrasados, alguns chegaram a ficar até seis meses sem receber seus salários e voltaram a trabalhar mediante acordo recebendo parte do que tinham direito relativa aos meses trabalhados depois de um longo período de cobrança ao gestor, enquanto isso outros saíram sem receber nada pelos serviços prestados.

Outro detalhe chama atenção é a afirmação do prefeito alegando que o município vive uma crise financeira, quando a sua gestão tem celebrado contratos milionários, exemplo disso um contrato feito recentemente com uma empresa para terceirizar a mão-de-obra na prefeitura por um valor na ordem de mais de R$ 5 milhões. Além disso, o prefeito esqueceu que sua gestão extrapolou o limite de gastos com a folha de pessoal, de acordo com o último levantamento divulgado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-RN).

Onde tá essa crise, prefeito? Explica aí?