Cabrini volta à Penitenciária de Alcaçuz, onde ocorreu o massacre de 26 presos

Em janeiro, Roberto Cabrini foi o primeiro jornalista a mostrar o interior do temido pavilhão quatro da Penitenciária de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte, onde ocorreu o massacre de 26 presos. Neste domingo (12), quase um ano após o ocorrido, o programa mostrou como está a situação no local.

Em uma investigação de uma semana, que faz importantes revelações sobre os bastidores da guerra entre facções, Cabrini percorreu corredores sombrios, encontrou os túneis cavados, esconderijos onde se ocultavam armas de fogo e valas onde se depositavam homens executados. O jornalista também ficou frente a frente com importantes líderes das organizações criminosas e mostrou as marcas de uma guerra que está longe de terminar.